Última hora

Última hora

Oposição síria quer reconhecimento de Moscovo

Em leitura:

Oposição síria quer reconhecimento de Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Esta sexta-feira foi de novo marcada por manifestações, em diversas cidades sírias, contra o regime de Bashar al-Assad.

A maior aconteceu na capital, em Damasco. Milhares de pessoas gritaram palavras de ordem, pedindo o afastamento do presidente, o fim da violência e o empenhamento da comunidade internacional.

Esta sexta-feira, o presidente russo, Dmitri Medvedev, em entrevista à euronews, disse que era preciso travar a espiral de violência:

“A situação não deve ser mistificada. Devemos, sim, procurar o equilíbrio de forças e interesses. Estamos prontos para apoiar várias abordagens, que não devem ser baseadas na condenação unilateral dos atos do governo e do presidente Assad. Eles devem enviar uma forte mensagem a todos os lados do conflito. Precisam de se sentar e darem início às negociações para que se acabe com o derramamento de sangue.

Ao mesmo tempo, em Moscovo, o presidente da Associação Síria dos Direitos Humanos pedia o reconhecimento, das forças da oposição:

“Eu espero que Moscovo não cometa o mesmo erro que cometeu, na Líbia. O reconhecimento tardio do Conselho Nacional de Transição pela Rússia, foi uma resposta tardia ao que estava a acontecer na Líbia. Nós não queremos que este cenário se repita na Síria, e temos pedido aos russos que se tornem mais ativos, para não deixar que o façam tardiamente”.