Última hora

Última hora

Antigos presidentes americanos relembram heróis do voo 93

Em leitura:

Antigos presidentes americanos relembram heróis do voo 93

Tamanho do texto Aa Aa

Uma América que recorda, não é uma América que baixou a guarda. O décimo aniversário do 11 de Setembro está a ser vivido através de várias homenagens, mas também com a noção de que o país pode estar mais vulnerável, neste dia, a eventuais atentados.

No entanto, em Shanksville, onde caiu o avião do famigerado voo 93, conhecido porque os passageiros evitaram o ataque ao Capitólio confrontando os terroristas, os discursos foram todos no sentido da afirmação da identidade americana.

O então presidente George W. Bush afirmou que “o que aconteceu na Pensilvânia figura como um dos mais corajosos atos da História dos Estados Unidos. Por isso, foi levantado um memorial para lembrar todos aqueles que pereceram no 11 de Setembro”.

O também antigo presidente Bill Clinton, emocionado, destacou “o legado incalculável que (os passageiros do voo 93) deram ao país, salvando o Capitólio e muitas vidas, evitando que os terroristas pudessem reclamar uma vitória simbólica ao derrubar o coração do governo americano”.

Não são heróis anónimos; os seus nomes estão patentes no memorial erguido no local.

Barack Obama deslocou-se a Arlington, onde se encontrou com familiares de soldados mortos no Afeganistão e no Iraque, antes de presidir hoje à cerimónia no Ground Zero.