Última hora

Última hora

Iraque: Assassínio de peregrinos xiitas atribuídos à Al-Qaeda

Em leitura:

Iraque: Assassínio de peregrinos xiitas atribuídos à Al-Qaeda

Tamanho do texto Aa Aa

Perto de dois milhares de iraquianos assistiram esta terça-feira aos funerais dos 22 peregrinos xiitas assassinados na véspera. Os fiéis, na sua maioria originários de Kerbala, estavam em peregrinação até à Síria. Na zona oeste do Iraque, foram intercetados por uma falsa barreira militar. As autoridades atribuem o crime à Al-Qaeda.

“Estes crimes não vão parar o processo político nem afetar a unidade do povo. No entanto, mostra que há um ódio sectário contra os xiitas” – afirmou um parlamentar iraquiano.

O crime ocorreu em plena zona sunita, na parte ocidental do país, a pouco mais de 350 quilómetros de Bagdade.

Os peregrinos viajavam em dois autocarros, por uma estrada secundária, quando foram mandados parar. Os atacantes mataram os homens no interior de um autocarro, poupando as mulheres, as crianças e os idosos.