Última hora

Última hora

As linhas mestras do plano de austeridade italiano

Em leitura:

As linhas mestras do plano de austeridade italiano

Tamanho do texto Aa Aa

O pacote de austeridade italiano combina subidas de impostos, cortes na despesa e alterações à lei laboral. A luta contra a evasão fiscal é também uma das linhas mestras do plano. O governo estima que a evasão fiscal atinja os 120 mil milhões de euros por ano.

As medidas previstas no plano devem permitir à Itália atingir o equilíbrio orçamental em 2013 e reduzir a dívida colossal.

O Governo espera obter dezenas de milhares de milhões de euros em receitas fiscais. Com o aumento de um ponto percentual do IVA, para 21%, devem entrar nos cofres do Estado 4,2 mil milhões de euros. O Estado espera recuperar mais de 3,8 mil milhões de euros no combate à evasão fiscal.

O imposto sobre os mais ricos foi reintroduzido no plano de austeridade, ainda que numa versão menos ambiciosa do que a inicial. Um novo imposto de 3% será aplicado sobre as pessoas com rendimentos superiores a 300 mil euros anuais.

Esta semana, a Itália teve de pagar juros recordes para colocar dívida no mercado. Um sinal de que os investidores estão cada vez mais preocupados com a sustentabilidade de uma dívida pública de 1,9 biliões de euros.

E a atenção internacional vira-se agora para a implementação do plano de austeridade, que motivou luta política e protestos nas ruas. Muitos temem que o Governo de Berlusconi seja incapaz de aplicar as medidas e necessite de outras para restaurar a confiança.