Última hora

Última hora

Síria organiza investida maciça para encontrar desertores do exército

Em leitura:

Síria organiza investida maciça para encontrar desertores do exército

Tamanho do texto Aa Aa

Para esmagar a oposição no noroeste da Síria, o regime de Bashar al-Assad enviou um impressionante dispositivo militar, composto por centenas de soldados.

De acordo com os ativistas locais, as tropas irromperam por várias aldeias, matando mais de 20 pessoas, no planalto de al-Ghab. Esta operação não se destina apenas a reprimir os insurgentes, mas também a detetar desertores do exército, sobretudo para a Turquia.

A ofensiva organiza-se ao longo da fronteira, na região de Jabal al-Zawyia. Os desertores, cada vez em maior número, levam com eles o mais diverso equipamento militar, fortalecendo o poderio dos ativistas.

As mortes constantes às mãos dos soldados sírios têm provocado a indignação internacional, desde os Estados Unidos, a União Europeia, que reforçou o embargo ao petróleo sírio, até à Liga Árabe.

Mesmo assim, China e Rússia, investidores privilegiados na Síria, não permitem uma resolução da ONU contra a violência de Bashar al-Assad.