Última hora

Última hora

Eleições legislativas na Dinamarca

Em leitura:

Eleições legislativas na Dinamarca

Tamanho do texto Aa Aa

Os dinamarqueses votam esta quinta-feira em eleições legislativas.

Contrariamente ao que mostram as últimas sondagens, o primeiro-ministro, Lars Lokke Rasmussen, mostra-se confiante na vitória.

Rasmussen está a frente de um governo de centro-direita, que dirige os destinos do país há uma década e a maioria dos eleitores parece preferiar a mudança.

A confirmarem-se as previsões, o país terá pela primeira vez uma mulher na chefia do governo. Helle Thorning-Schmidt, líder do centro esquerda, deverá alcançar mais de 50% dos votos.

Como acontece por toda a Europa, a crise afetou fortemente a Dinamarca desde 2008 e a economia e o estado social dominaram toda a campanha:

“As questões económicas colocaram de lado quase todas as outras questões, como a imigração e o control das fronteiras. Foi uma campanha muito centrada na economia”, explica um analista.

O Partido Popular ainda tentou abordar o controlo das fronteiras e a imigração, mas a Dinamarca tem outras prioridades e os partidos com capacidade para formar governo não reagiram.