Última hora

Última hora

Fraude de corretor coloca em risco o banco suíço UBS

Em leitura:

Fraude de corretor coloca em risco o banco suíço UBS

Tamanho do texto Aa Aa

Um só funcionário terá provocado uma perda de 1,4 mil milhões de euros ao maior banco suíço, o UBS.

Kweku Adoboli, de 31 anos, foi detido em Londres, onde trabalhava na divisão da instituição suíça. Alegadamente, este corretor terá sido responsável por uma gigantesca fraude, relacionada com uma operação não autorizada no departamento de investimentos.

O caso relembra outros exemplos, como o de Nick Leeson, que contribuiu para a queda do britânico Barings Bank, ou o de Jérôme Kerviel, que protagonizou um desfalque de 5 mil milhões de euros ao francês Société Générale.

O especialista em mercados James Hughes refere que “se trata de uma questão de confiança. Em 2008, as pessoas perderam essa confiança em vários bancos, tanto que os governos tiveram de intervir. E, agora, no momento em que alguns bancos estavam a recuperar (…), acontece isto”.

O UBS garante que as posições dos clientes não foram afetadas. Mas é quase certo que registe prejuízos avultados no terceiro trimestre deste ano. Durante a tarde, as ações do banco caíram mais de 9 por cento.