Última hora

Última hora

PE aprovou sanções contra a Síria e pediu demissão de al-Assad

Em leitura:

PE aprovou sanções contra a Síria e pediu demissão de al-Assad

Tamanho do texto Aa Aa

O embargo à importação de petróleo da Síria, decidido pelo Conselho Europeu a 2 de setembro, foi apoiado pelos deputados reunidos em Estrasburgo. O Parlamento Europeu pediu a demissão imediata do Presidente al-Assad, mas a oposição quer medidas mais concretas.

“Agradecemos as decisões que União Europeia tem tomado, mas o dinheiro continua a fluir em Damasco, o petróleo continua a ser exportado, e muitas empresas não respeitam o embargo. Esperamos que a União Europeia tome medidas mais úteis para a população síria”, disse Bassem Hatahet à Euronews.

O Conselho de Segurança da ONU condenou a violência. Mas Moscovo está ao lado do actual regime, o que pode dificultar novas medidas por parte das Nações Unidas.

“Penso que as medidas mais importantes contra o regime sírio terão de ser adoptadas ao nível das Nações Unidas. Todos esperam pela próxima reunião da ONU, nomeadamente pela posição que a Rússia vai assumir quanto à situação na Síria”.

As sanções adoptadas por Bruxelas passam também pelo congelamento de depósitos bancários e a proibição da entrada nos estados-membros de vários políticos e membros de organizações próximos do presidente Bashir al-Assad.