Última hora

Última hora

Dinamarqueses escolhem mulher para dirigir o país

Em leitura:

Dinamarqueses escolhem mulher para dirigir o país

Tamanho do texto Aa Aa

A Dinamarca elege pela primeira vez na história do país uma mulher para o Governo: a social-democrata Helle Thorning-Schmidt.

Perante uma multidão de apoiantes, a primeira-ministra saida das eleiçoes gerais prometeu um novo rumo para a Dinamarca, após dez anos de direita no poder.

No discurso de vitória, Helle Thorning-Schmidt declarou que o caminho foi longo e que os tempos têm sido difïceis. A batalha mostrou que os social-democratas se mantiveram como uma grande força”

Ao mesmo tempo avisou que a Dinamarca tem pela frente enormes desafios, em especial o combate ao desemprego, que foi o tema principal da campanha eleitoral do SPD trabalhista.

O Bloco azul do primeiro-ministro, Lars Loekke Rasmussen, uma coligação de direita fica assim para trás. Rasmussen fez acordos polémicos com partidos nacionalistas e anti-imigração que lhe valeu alguma impopularidade.

Thorning-Schmidt, que ocupará a Presidência rotativa da União Europeia a partir do próximo dia 1 de janeiro, deverá conciliar diferenças no seio do centro-esquerda, principalmente em política económica e de imigração.