Última hora

Última hora

Serão as agências de notação financeira demasiado poderosas?

Em leitura:

Serão as agências de notação financeira demasiado poderosas?

Tamanho do texto Aa Aa

No Utalk desta semana Victor faz uma pergunta sobre o poder das agências de notação financeira.

Victor

Fontainebleau, França:

“Bom dia, sou o Victor de Fontainebleau e gostava de colocar uma questão. Como é que as agências de notação financeira conseguiram ter tanto poder sobre a economia da União Europeia?

André Sapir

Professor de Economia, Universidade Livre de Bruxelas:

“A resposta é simples. À medida que ia havendo falhas dos governos na gestão da crise na zona euro, as agências de notação iam adquirindo um papel cada vez mais importante. Até pode parecer paradoxal porque no início da crise criticou-se muito estas agências e em muitos casos de forma pertinente. Porque no período que precedeu a crise, as agências não fizeram qualquer tipo de advertência. Nessa altura pensou-se que estas agências ou eram incompetentes ou então serviam certos interesses e por isso não deram a conhecer a gravidade da situação. Agora que estamos em crise, as agências de notação anunciam más notícias quase todas as semanas. Acredito que uma parte das más notícias que se vão acumulando devem-se ao facto de os governos terem grandes dificuldades para resolver a crise. A mim parece-me que as agências reagem, de facto, à falta de capacidade dos governos em agir de forma decisiva para resolver a crise. E acho que, como infelizmente vamos estar nesta situação – e espero que não dure muito mais tempo, porque realmente acontece no limite das possibilidades -, ou seja enquanto a pressão sobre os governos continuar, assistiremos a um papel extremamente importante das agências de notação.”