Última hora

Última hora

Nem todos os palestinianos apoiam Abbas nas Nações Unidas

Em leitura:

Nem todos os palestinianos apoiam Abbas nas Nações Unidas

Tamanho do texto Aa Aa

Há um número que paira sobre a pretensão palestiniana a um lugar nas Nações Unidas: 194. Traduzindo, a ONU é composta por 193 países; o “mais-um” seria o Estado palestiniano, no caso de ser reconhecido como membro de pleno direito.

Apesar dos muitos obstáculos, Mahmud Abbas não desiste e garante que já tem o apoio de, pelo menos, dois terços da Assembleia-Geral da ONU, onde irá discursar na próxima semana, seguindo-se a apresentação da proposta a Ban Ki-Moon, que a remeterá ao Conselho de Segurança.

E aí está uma barreira que se anuncia intransponível para o líder da Autoridade Palestiniana. Os Estados Unidos afirmam que vão vetar o pedido, o que inviabiliza, desde logo, uma votação como membro integral. Nesse caso, restará o estatuto de observador.

Mas Abbas segue em frente e relembra o direito do povo palestiniano a ter um território assumido internacionalmente.

Não é, no entanto, consensual, a unidade palestiniana em torno deste objetivo. Na Faixa de Gaza, o Hamas apelou à neutralidade, considerando-se à margem deste processo e apelidando a posição de Abbas de “unilateral”.