Última hora

Em leitura:

Líbia: Forças de Kadhafi resistem à desorganização rebelde


Líbia

Líbia: Forças de Kadhafi resistem à desorganização rebelde

As últimas horas na Líbia têm sido adversas para os rebeldes. No campo militar, as forças de Kadhafi têm conseguido defender as suas posições nos últimos três bastiões. Em particular em Bani Walid, a falta de profissionalismo e a confusão que reina entre os combatentes do Conselho Nacional de Transição provocou mesmo uma retirada um pouco caótica.

No campo político, em Benghazi, falhou mais uma tentativa para constituir um governo. O responsável máximo do conselho executivo do CNT, Mahmoud Jibril, afirmou no domingo à noite que houve consenso para a maioria das pastas mas alguns nomes continuam ser discutidos.

O novo regime tem preparado um plano para escrever uma constituição e realizar eleições no prazo de 20 meses, após ser declarada a “Libertação” do país. Um conceito que implica a captura de Kadhafi, ou pelo menos a tomada das cidades de Bani Walid, Sirte e Sabha.

Para agravar a situação militar, o porta-voz do coronel Kadhafi anunciou a captura de 17 mercenários em Bani Walid, alguns deles franceses e britânicos aos quais chamou “peritos técnicos”. A NATO assegura que não tem tropas em solo líbio.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Reino Unido: Autoridades preparam-se para expulsar nómadas