Última hora

Última hora

Ecos de guerra no hastear da nova bandeira líbia

Em leitura:

Ecos de guerra no hastear da nova bandeira líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar dos hinos de vitória por parte dos revolucionários continuam os confrontos na Líbia entre os combatentes pró e contra o ex-líder líbio.

Esta terça-feira os combates centraram-se em Sirte. Um combatente acusa os apoiantes de Khadafi pelos confrontos e por não estar a ser cumprido um cessar-fogo.

Em Tripoli as forças leais ao governo interino fizeram buscas em casas que acreditam pertencer a apoiantes do ex-líder líbio.

Enquanto isso, em Nova Iorque, o chefe do Conselho Nacional de Transição, assistia ao hastear da bandeira, depois de admitir que acredita que Khadafi ainda se encontra no país.

“Os líbios estão muito felizes com este dia, aquele em que a bandeira da independência líbia voou nas Nações Unidas, encarando a vontade dos revolucionários e dos líbios quando decidiram revoltar-se contra Khadafi” afirmou Mustafa Abdul Jalil.

Uma cerimónia, para uma nova bandeira, numa altura em que no terreno a situação não é ainda pacífica. Mas depois da União Africana ter reconhecido a nova autoridade líbia.