Última hora

Última hora

Bolshoi para presidente ver

Em leitura:

Bolshoi para presidente ver

Tamanho do texto Aa Aa

Ainda falta mais de um mês para a grande inauguração, mas aquele que é um dos maiores palcos mundiais para o bailado e para a ópera mostrou-se ao mundo de cara lavada.

O presidente russo Dmitri Medvedev foi visitar o teatro Bolshoi de Moscovo, que vai finalmente reabrir depois de seis anos de obras de renovação.

Para o presidente, a companhia apresentou um espetáculo especial.

O Bolshoi foi aberto ao público pela primeira vez em 1776. Atravessou as eras do Império dos Czares e, mais tarde, do regime soviético. Sobreviveu a três incêndios e a um bombardeamento na II Guerra Mundial. Por ele passaram algumas das maiores glórias de sempre das artes de palco.

Mas longe de todo este “glamour”, as obras não deixam de criar polémica. O teatro deveria ter sido reaberto em 2008. Além dos atrasos nas obras, esta restauração foi atingida pelo escândalo, com dinheiro que desapareceu e custos que subiram acima dos 460 milhões de euros.