Última hora

Última hora

EUA: David mantém inocência até ao fim

Em leitura:

EUA: David mantém inocência até ao fim

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar dos protestos à porta do Supremo Tribunal, a justiça norte-americana executou Troy Davis.

A execução foi adiada no último minuto para permitir à instância suprema analisar o pedido de suspensão apresentado pelos advogados. Mesmo assim, passavam poucos minutos das 11 da noite, hora local, quando a execução se consumou na prisão de Jackson, estado da Geórgia.

Este caso atraiu as atenções devido às alegadas irregularidades que mancharam o processo jurídico.

Troy Davis manteve a sua inocência até ao fim.

“Ele disse que não foi pessoalmente responsável pelo que aconteceu naquela noite – disse que não tinha uma arma. Disse à família lamentar a perda mas também disse que não foi ele que o matou. Ele disse-lhes para se esforçarem mais para encontrarem a verdade”.

O caso envolve a morte a tiro de um polícia branco, Mark MacPhail, em 1989, à porta de um restaurante.

Desde a condenação de Davis em 1991 que sete das nove testemunhas alteraram os seus depoimentos. Para além disso, segundo a defesa, a acusação nunca obteve provas físicas ligando Davis à morte do polícia.