Última hora

Última hora

Dez mortos enquanto se alastra a violência em Saná

Em leitura:

Dez mortos enquanto se alastra a violência em Saná

Tamanho do texto Aa Aa

A capital do Iémen está cada vez mais mergulhada na violência. Os confrontos mortíferos entre o exército e unidades militares dissidentes, bem como tribos fiéis e hostis ao presidente Ali Abdallah Saleh fizeram pelo menos 10 mortos, esta quinta-feira.

Desde que a situação degenerou, no passado domingo, registou-se cerca de uma centena de mortes em Saná.

Várias ONGs alertam para o agravamento da situação humanitária. Richard Stanforth, representante da OXFAM para o Médio Oriente, sublinha que “vários altos responsáveis sugerem que se houver um acordo político no Iémen, isso vai desbloquear ajudas internacionais. Mas não se pode esperar, porque há pessoas a sofrer. Para a Líbia, a Tunísia e o Egito foi encontrado dinheiro rapidamente, mas o Iémen foi esquecido”.

A Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos frisou que o Iémen está “numa encruzilhada muito perigosa e sensível”.

A UNICEF fala num desastre humanitário iminente, sublinhando que muitas crianças de famílias deslocadas pelos confrontos sofrem já de subnutrição.