Última hora

Última hora

Iémen: regime cala manifestantes pró-democracia a tiro

Em leitura:

Iémen: regime cala manifestantes pró-democracia a tiro

Tamanho do texto Aa Aa

Foi a tiro que as forças governamentais iemenitas dispersaram os manifestantes pró-democracia. De acordo com as últimas informações, pelo menos 40 pessoas terão sido mortas este sábado em Sanaa, capital do Iémen.

A investida começou horas depois de o presidente ter regressado ao país. O acampamento montado na praça da mudança foi um dos alvos das tropas fiéis a Abdullah Saleh.

Os opositores ao regime acreditam o pior está para vir:

“O regresso do chefe de Estado vai piorar a crise e intensificar os protestos. É como pôr lenha na fogueira” refere um manifestante.

Mas nem todos têm a mesma opinião. Milhares de iemenitas rejeitam qualquer mudança política e continuam a apoiar o homem que há mais de três décadas governa o país.

“Estamos muito contentes que o presidente tenha regressado neste período difícil. Os vândalos estão a semear o caos não só em Sanaa, como em todo o país” afirma um apoiante de Saleh.

Saleh voltou ao Iémen esta sexta-feira, três meses depois de abandonar o país.