Última hora

Última hora

Palestinianos esperam decisão da ONU no prazo de duas semanas

Em leitura:

Palestinianos esperam decisão da ONU no prazo de duas semanas

Tamanho do texto Aa Aa

Momento histórico para o povo palestiniano, esta sexta-feira em Nova Iorque, quando Mahmoud Abbas entregou formalmente ao secretário-geral da ONU, o pedido de adesão da Palestina às Nações Unidas como membro de pleno direito.

A Fatah já esclareceu entretanto que aguarda por uma decisão no prazo de duas semanas.

O documento começa a ser analisado na segunda-feira pelo Conselho de Segurança, onde os Estados Unidos já anunciaram o seu veto.

O caminho parece ser portanto o de retomar as conversações diretas. Perante a Assembleia Geral das Nações Unidas, o primeiro-ministro de Israel convidou Abbas a sentar-se de imediato à mesa das negociações.

O Quarteto para a Paz no Médio Oriente propôs, por seu turno, um calendário e um método para relançar as negociações diretas entre israelitas e palestinianos.

“As partes devem ter um encontro preparatório no prazo de um mês. Dentro de três meses ambas as partes têm de apresentar propostas abrangentes sobre as fronteiras e a segurança, os dois primeiros assuntos a discutir. Dentro de seis meses devem existir avanços substanciais e, de seguida, um quadro de acordo ainda antes do final do próximo ano”, declarou Tony Blair.

A Autoridade Palestiniana reagiu, considerando “insuficiente” a proposta do Quarteto.

Já o governo português defende “um estatuto melhorado para a Palestina”, mas só com um compromisso de negociações, afirmou o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho após um encontro com Mahmoud Abbas.