Última hora

Última hora

Papa afirma que nazismo e comunismo foram como "chuva ácida" para a fé cristã

Em leitura:

Papa afirma que nazismo e comunismo foram como "chuva ácida" para a fé cristã

Tamanho do texto Aa Aa

No 3º dia de visita à Alemanha natal, Bento XVI afirmou que as ditaduras nazi e comunista tiveram o efeito de “chuva ácida” sobre a fé cristã.

Declarações proferidas numa homília, em Erfurt, a que assistiram cerca de 28 mil pessoas.

Nesta deslocação à Alemanha, bastante criticada no país, o sumo pontífice já reuniu com vítimas de padres pedófilos e elogiou o fervor de Martinho Lutero.

Este sábado, penúltimo dia da visita, Bento XVI seguiu para Friburgo onde, a seu pedido, encontrou-se com Helmut Kohl, o antigo chanceler, protagonista da reunificação alemã.

Seguiu-se novo encontro de caráter ecuménico com representantes das igrejas ortodoxas com quem o Papa espera em breve “celebrar de novo a eucaristia em conjunto”

À margem da visita, um homem disparou uma arma de ar comprimido em Erfurt sem causar feridos. Segundo o Vaticano, o facto não teve ligação com a presença do Papa, que nem sequer foi informado da ocorrência.