Última hora

Última hora

Portugal quer Palestina com estatuto de observador na ONU

Em leitura:

Portugal quer Palestina com estatuto de observador na ONU

Tamanho do texto Aa Aa

O governo português defende o estatuto de observador da ONU para a Palestina.

Uma posição que Passos Coelho clarificou junto de Mahmud Abbas durante um encontro em Nova Iorque.

A reunião antecedeu a entrega do pedido de adesão formal nas Nações Unidas e que deverá ser chumbado pelo Conselho de Segurança.

“Vários países vetaram a resolução mais do que uma vez. Israel, por exemplo, fê-lo três vezes. Um exemplo seguido pela Jordânia, Portugal, Japão entre outros. Por isso, o veto dos Estados Unidos não é o fim do mundo” refere o negociador palestiniano mohammed shaatyye.

Israel insiste que o reconhecimento do Estado Palestiniano só pode avançar depois da paz.

“Israel vai continuar à espera de se sentar à mesa das negociações e é lá que os problemas devem ser resolvidos, como a questão dos territórios. Mas, para isso, temos de nos sentar e conversar. Estamos à espera há dois anos e, desde então, foram invocados diferentes pretextos e desculpas”

afirma o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros israelita, Daniel Ayalon.

A Autoridade Palestiniana pode, ainda, apresentar um pedido à Assembleia Geral da ONU.