Última hora

Última hora

Putin anuncia regresso à presidência em 2012

Em leitura:

Putin anuncia regresso à presidência em 2012

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da visita do presidente ucraniano a Moscovo para tentar resolver o diferendo sobre os preços do gás, dentro e fora da Rússia todas as atenções estão viradas para a transição de poder no Kremlin.

O primeiro-ministro russo pôs fim a meses de especulação, dizendo que vai apresentar-se às presidenciais de 2012. A candidatura de Vladimir Putin foi proposta pelo presidente Dmitri Medvedev no congresso do partido Rússia Unida. Ambos pretendem continuar o “duo governativo” e, para tal, Medvedev visará a chefia do governo nas próximas legislativas.

A oposição já criticou a anunciada troca de cadeiras no topo da hierarquia do Estado e alertou que um regresso de Putin à presidência poderá motivar uma revolução semelhante à “Primavera Árabe”.

O líder da oposição, Boris Nemtsov, diz que Medvedev e Putin “proclamaram um novo princípio – um princípio de desprezo pelas pessoas e de imobilidade completa da autoridade. Putin vai tornar-se num Lukashenko, depois num Mubarak e finalmente num Kadhafi. Infelizmente as pessoas não têm oportunidade de protestar, exceto saindo para a rua”.

No exterior da reunião de opositores, num hotel de Moscovo, apoiantes do poder estabelecido manifestavam-se contra as vozes críticas do Kremlin.

Segundo a Constituição russa, o regresso de Putin em 2012 abre a via a mais 12 anos no poder.