Última hora

Última hora

Gregos começam semana com greve

Em leitura:

Gregos começam semana com greve

Tamanho do texto Aa Aa

Os gregos começaram com uma greve dos transportes públicos uma semana que poderá ser de dificuldades acrescidas.

Insatisfeitas com as reformas estruturais do país, as equipas da troika regressam a solo grego para decidir se Atenas recebe mais uma fatia da ajuda financeira. No horizonte, novos impostos e despedimentos.

Os gregos já consideram o dia de vencimento como dia de luto. O moral é baixo. “Já não espero nada do Estado que contribuiu com zero para a educação, saúde e outras áreas. Não tem o direito de pedir o quer que seja. Trabalho há 22 anos no setor privado e não é possível pedirem-me mais”, diz uma ateniense.

“A culpa é nossa, o governo, uma vez que eles assinaram o memorando e não implementaram quaisquer medidas até agora. A única solução são os impostos, os pensionistas e os assalariados? Isto é terrível”, diz um cidadão.

Apesar de dificuldades na implementação do memorando de entendimento, a troika deverá libertar a próxima “tranche” de 8 mil milhões de euros. Atenas garante não ter mais dinheiro em Outubro, mas os Europeus deverão privilegiar a estabilidade do sistema.

Nas ruas, a contestação não pára. No domingo, um grupo de estudantes invadiu os estúdios da televisão estatal enquanto a polícia de choque estava sem mãos a medir noutro protesto em frente ao parlamento.