Última hora

Última hora

Filão de gás natural aumenta tensões no mediterrâneo

Em leitura:

Filão de gás natural aumenta tensões no mediterrâneo

Tamanho do texto Aa Aa

O filão de gás natural no leste do mediterrâneo está a inflamar antigas rivalidades entre a Turquia e Chipre e existe o risco de resultar num conflito se não houver contenção.

Em Ankara, o primeiro-ministro Turco Recep Tahiip Erdogan acusou Chipre de sabotagem das negociações de reunificação e criticou indiretamente a ONU.

“Os gregos cipriotas estão a levar a cabo uma sabotagem em nome da exploração petrolífera… Mas as instituições cuja missão é protegerem a paz permanecem silenciosas. É esta a maneira de resolver os problemas? Os problemas não são resolvidos desta maneira. Muitos assuntos internacionais estão paralisados, todos os países têm que ver isso agora”, declarou.

A Turquia já enviou um navio de exploração com alegada escolta naval para a Zona Económica Exclusiva marítima de Chipre – o sul da ilha é estado membro da UE. Argumenta que primeiro é preciso resolver o estatuto da ilha dividida desde 1974 entre cipriotas gregos e cipriotas turcos, pois, defende, os “recursos são de todos os cipriotas”.

Israel também tem interesses na zona.

As negociações de reunificação da ilha de Chipre arrastam-se. Ancara fez saber que não reconhecerá a presidência rotativa da UE quando Nicósia assumir a função no próximo ano.