Última hora

Última hora

UE alerta Ucrânia

Em leitura:

UE alerta Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia alertou a Ucrânia para o facto do relacionamento diplomático entre Bruxelas e Kiev ser afetado caso o desfecho do julgamento da Yulia Timochenko não seja justo. À semelhança de inúmeros apoiantes de antiga primeira-ministra em frente ao tribunal, a União Europeia reclama a sua libertação.

A mensagem foi proferida depois da Procuradoria ter pedido sete anos de prisão para Timochenko. “Queremos mais uma vez sublinhar às autoridades ucranianas que é necessário respeito pela lei, imparcialidade e um processo legal independente. Temos igualmente noção do perigo de mostrarem que as medidas judiciais são usadas seletivamente, por isso sublinhamos também a importância de assegurarem o máximo de transparência nas investigações, na instrução e nos julgamentos. Consideramos estes princípios muito importantes num país com quem ambicionamos aprofundar o relacionamento contratual”, referiu a porta-voz da UE, Maja Kocijancic.

Timochenko é acusada de abuso de poder por ter concluído um contrato de fornecimento de gás sem autorização com a Rússia e desfavorável ao seu país, numa altura em que o abastecimento à União Europeia estava em risco.