Última hora

Última hora

Dragões irreconhecíveis na Rússia, Messi volta a fazer história

Em leitura:

Dragões irreconhecíveis na Rússia, Messi volta a fazer história

Tamanho do texto Aa Aa

Na segunda jornada da Liga dos Campeões, Valência e Chelsea empataram a uma bola no Mestalla. Frank Lampard adiantou os londrinos aos 56 minutos mas Roberto Soldado restabeleceu a igualdade da marca de grande penalidade já na reta final do encontro.

Os londrinos lideram com um ponto de vantagem sobre o Bayer 04 Leverkusen, que recebeu e venceu o Genk por dois golos sem resposta.

No Stade Vélodrome o Marselha vulgarizou o campeão alemão Borussia Dortmund com uma vitória por três bolas a zero. André Ayew e Loïc Rémy estiveram verdadeiramente endiabrados, o ganês marcou por duas vezes enquanto o francês deu um golo a marcar, ganhou uma grande penalidade e fez ele também o gosto ao pé.

O Marselha venceu ambos os encontros, o Arsenal encontra-se na segunda posição depois de derrotar o Olympiacos no Emirates Stadium por dois a um.

Em dia de aniversário não houve festa para o Futebol Clube do Porto. Os dragões estiveram irreconhecíveis em São Petersburgo, sendo derrotados por três bolas a uma.

James Rodríguez até colocou os campeões portugueses em vantagem mas Roman Shirokov deu a volta ao marcador com dois golos e Danny estabeleceu o resultado final.

Na Ucrânia, Shakhtar e APOEL empataram a uma bola, lideram surpreendentemente os cipriotas.

A goleada da noite veio da Bielorrússia, onde o Barcelona presenteou o BATE Borisov com uma mão cheia de golos. Lionel Messi marcou dois golos e igualou László Kubala como o segundo melhor marcador na história do Barcelona, estando agora a 41 golos do recordista César.

No Giuseppe Meazza o Milan confirmou o seu favoritismo frente ao Viktoria Plzeň, impondo-se com golos de Ibrahimović e Cassano. Os italianos partilham a liderança com o Barcelona.