Última hora

Em leitura:

Gregos contra a Troika


economia

Gregos contra a Troika

A nova visita da Troika a Atenas está a exaltar os ânimos. Esta quinta-feira, um grupo de funcionários públicos bloqueou o acesso ao ministério das Finanças, antes da reunião que o ministro vai ter com os representantes do Banco Central Europeu, da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional.

A Grécia precisa da próxima tranche da ajuda financeira para poder continuar a pagar os salários da Função Pública. Mas o outro lado da medalha são as pesadas medidas de austeridade que obrigaram os gregos a apertar o cinto. “Levem o vosso plano de ajuda e vão-se embora” era uma das palavras de ordem que se ouviam.

“Pedimos o fim do plano de austeridade e que a Troika se vá embora da Grécia. Eles apoiam estas medidas que nos estão a mergulhar na pobreza, não só os funcionários públicos, como também os trabalhadores do setor privado”, diz Yannis Arkadis, sindicalista.

A Grécia entrou num sério risco de incumprimento desde a última visita dos enviados da Troika, que ameaçou retirar a ajuda e pediu novas medidas de austeridade. A mais recente foi cortar os salários da Função Pública em um quinto.

O primeiro-ministro George Papandreou tenta convencer os parceiros europeus da boa vontade grega. Depois da Alemanha, deve agora ir a França encontrar-se com Sarkozy.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

economia

Desemprego alemão em mínimos históricos