Última hora

Última hora

Nesat deixa rasto de destruição

Em leitura:

Nesat deixa rasto de destruição

Tamanho do texto Aa Aa

A ilha de Hainan foi o alvo seguinte do tufão Nesat que tem semeado a morte e a destruição no Mar da China.

Depois de Hong Kong, as autoridades chinesas encerraram todas as atividades na região insular face à violência da intempérie. Mais de 58 mil pessoas foram evacuadas.

Em Hong Kong também não houve mortes a lamentar como nas Filipinas. Mesmo tendo passado ao lado da região autónoma chinesa, pelo menos duas pessoas no interior de um automóvel receberam tratamentos médicos, depois de uma estrutura ter desabado.

Macau também sentiu a força destruidora do Nesat. Há o registo de seis feridos e mais de uma centena de chamadas de urgência. O Tufão segue agora para o Vietname.

Nas Filipinas, as consequências foram mais graves. Pelo menos 35 pessoas perderam a vida, 45 estão dadas como desaparecidas.

Quanto aos danos, o governo declarou que na Ilha de Luzon, a maior do arquipélago, 100 mil toneladas de arroz foram destruídas, um prejuízo que ascende aos 50 milhões de dólares, de acordo com a agência alimentar filipina.