Última hora

Última hora

Bahrein: penas pesadas para opositores do regime

Em leitura:

Bahrein: penas pesadas para opositores do regime

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal de exceção do Bahrein condenou 20 médicos e enfermeiros a penas de cinco a quinze anos de prisão. As autoridades acusam o pessoal médico do maior hospital da capital, Manamá, de ajudar o movimento de contestação, entre Fevereiro e Março, e de incitar ao “derrube do regime”.

Vários grupos de defesa dos Direitos Humanos denunciam os processos organizados contra opositores, depois da repressão do regime sunita contra os protestos populares, organizados pela maioria xiita.

Um representante da Amnistia Internacional diz que estes julgamentos são “uma mensagem clara do governo para todos os que ousam pedir verdadeiras reformas políticas. Este é o castigo que recebem”.

Apesar da repressão, centenas de mulheres juntaram-se numa aldeia perto de Manamá para protestar contra a detenção e condenação de participantes nas manifestações anti-regime.

O Bahrein condenou à morte um homem pelo alegado homicídio de um polícia durante uma manifestação e confirmou as penas de prisão perpétua para sete dirigentes da ala mais radical da oposição.