Última hora

Última hora

Lentidão na tomada de decisões atrasa soluções para a crise na zona euro

Em leitura:

Lentidão na tomada de decisões atrasa soluções para a crise na zona euro

Tamanho do texto Aa Aa

Eurogrupo diz que Grécia não vai sair da moeda única mas a decisão sobre o desembolso de uma nova fatia de ajuda ao país foi adiada até novembro.

Os países da zona do euro conseguiram, pelo menos, um acordo na noite de ontem sobre as garantias pedidas pela Finlândia para conceder novos empréstimos a Atenas.

Os ministros das Finanças têm estado a debater o reforço dos poderes do fundo de socorro e a opção de aumentar a sua capacidade de actuação via Banco Central Europeu aos países mais fragilizados.

Actualmente, o FEEF tem uma capacidade para empréstimos de 440 mil milhões de euros, um montante considerado insuficiente caso Bruxelas se veja obrigada a resgatar outras economias em dificuldade.

Em Bruxelas a jornalista da Euronews, Margharira Sforza considera que segundo alguns analista o processo europeu para aprovar o pacote de reformas tornou-se muito lento e que resta saber se ainda vão ser tomadas a tempo acalmar as tensoes nos mercados e assim poder ser evitada uma tragédia grega.