Última hora

Em leitura:

Protestos alastram nos Estados Unidos


empresas

Protestos alastram nos Estados Unidos

A vaga de protestos em Nova Iorque entra na terceira semana de indignação, os manifestantes mostram-se revoltados contra a «ganância corporativa».

Aos protestos de Nova Iorque juntaram-se outras cidades dos Estados Unidos um movimento que nasceu com a crise financeira que alastra um pouco por todo o mundo e que obriga os governos a drásticas medidas de austeridade.

EmLos Angels, o milionário norte-americano, Georges Soros, afirma compreender o sentimento destas pessoas. “Há muita gente que gere pequenos negócios e viu os seus impostos aumentar de 8 para 28%”.

No sábado, cerca de 700 pessoas foram detidas depois de milhares de manifestantes terem ocupado a ponte de Brooklyn num protesto não autorizado.

Os manifestantes de Nova Iorque tinham também a intenção de invadir Wall Street com 20 mil manifestantes mas não atingiram o objetivo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

empresas

Fiat abandona Cofindustria