Última hora

Última hora

Perspetiva negativa para a Itália

Em leitura:

Perspetiva negativa para a Itália

Tamanho do texto Aa Aa

A Moody’s mostra-se preocupada com a capacidade de a Itália reduzir o endividamento, devido sobretudo às fracas perspectivas de crescimento económico para o país.

A agência alerta ainda que pode efetuar mais cortes de “rating” aos países da zona euro que não têm a classificação máxima de triplo A.

“É muito sério, porque foi assim que começaram todas as crises no passado. Foi a perceção que o risco de emprestar dinheiro à nação aumentou. Portanto, é uma preocupação… Todos estávamos preocupados acerca da Grécia e da Irlanda, que continuasse a espalhar-se. Portanto, a desclassificação da Itália sugere que esta crise da dívida europeia está longe de estar sob controlo”, explica o economista David Jones.

A economia italiana deve crescer menos de 1% este ano e no próximo. A dívida do país deve atingir os 120% do PIB em 2011. O défice orçamental previsto é de 4 por cento.

No mês passado, o Governo aprovou um programa de austeridade avaliado em 54 mil milhões de euros. O objetivo é atingir um défice nulo em 2013.

Os juros que os investidores exigem para comprar dívida pública italiana e espanhola estavam a subir.