Última hora

Em leitura:

Fãs norte-americanos da Apple manifestam tristeza e lembram legado de Steve Jobs


EUA

Fãs norte-americanos da Apple manifestam tristeza e lembram legado de Steve Jobs

A notícia da morte de Steve Jobs espalhou-se a uma velocidade digna da era da informação… Na famosa loja da Apple na Quinta Avenida de Nova Iorque, fãs da tecnologia e do design da marca icónica lançada por Jobs prestaram uma homenagem espontânea ao seu fundador.

“Nasci nos anos 70 e maravilhei-me com o Apple 2 e o Macintosh. Depois assisti ao renascimento da Apple nos anos 90. Faço música e trabalho sempre com um Apple. Adoro o material e o homem por trás da marca. Sinto uma profunda tristeza. Fiquei colado à televisão a ouvir os comentários sobre a sua morte. Foi uma má notícia.”

“Devemos guardar em mente aquilo que ele fez e tentar seguir os seus passos, porque ele fez do mundo um lugar melhor, em termos de criatividade.”

“Ele mudou a nossa vida. Eu tenho um iPhone e já não digo que estou a usar o meu telemóvel. Digo que estou a usar o meu iPhone. Com o iPad acontece o mesmo.”

De Nova Iorque, na costa Leste, a São Francisco, na costa Oeste, os clientes e fãs da Apple não deixam de frisar a importância do legado de Jobs.

“Podemos apreciar as contribuições que fez para o mundo dos negócios, seja nos Estados Unidos ou a nível global. Ele será provavelmente considerado um gigante da indústria, ao mesmo nível que Thomas Edison ou Henry Ford. Um dos grandes nomes de sempre”.

“É um legado fantástico. Ele foi uma força da natureza. Já não é: ‘Tens um aparelho portátil de música ou um walkman?’, mas sim: ‘Quero um iPad ou um iPod”. Esse é o aparelho de música preferido.”

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Tranströmer emocionado com o Prémio Nobel da Literatura