Última hora

Última hora

Milhares contra cobiça financeira

Em leitura:

Milhares contra cobiça financeira

Tamanho do texto Aa Aa

O protesto em Wall Street contra a cobiça e o corporativismo nas finanças dos Estados Unidos ganhou maior expressão com o apoio oficial de vários sindicatos. Em Nova Iorque na quarta-feira a polícia foi obrigada a montar um importante dispositivo para conter a manifestação que contou com pelo menos 5 mil pessoas. Houve 3 dezenas de detenções. Mas a contestação que já dura há quase três semanas não esmorece.
 
“Nunca na história do nosso mundo houve tanta riqueza concentrada nas mãos de apenas algumas pessoas e isto está fora de controlo. Finalmente as pessoas estão a acordar e a dizer não”, diz uma manifestante.
 
“Sou um enfermeiro registado em Nova Iorque e tenho vindo aqui nas últimas duas semanas, antes do trabalho, depois do trabalho, durante a pausa de almoço para apoiar este protesto. Para nos insurgirmos contra o que se está a passar, o auxílio aos bancos, refere um outro contestatário.
 
“Como jovem estou também preocupado com as diferenças entre a nova e antiga gerações. E a nova geração não pode falar por ela própria… por isso é que eu os represento”, argumenta uma outra nova-iorquina.
 
Quarta-feira foi o 20º dia de uma contestação que já contagiou várias cidades em todos os Estados Unidos.