Última hora

Última hora

O adeus a Steve Jobs

Em leitura:

O adeus a Steve Jobs

Tamanho do texto Aa Aa

As manifestações de pesar pela morte de Steve Jobs surgem de todo o mundo e de todas as formas e não apenas dos fãs dos produtos da Apple.

Até as grandes rivais Google, Microsoft e Yahoo estão a prestar homenagem a Jobs.

Mas são as lojas e a sede da empresa da maçã o principal ser palco dos tributos.

Aos 56 anos, Steve Jobes não resistiu um tipo raro de cancro no pancreas e morreu esta quarta feira e, de acordo com um comunicado da própria Apple, morreu junto da família, em paz.

“A morte é muito provavelmente a melhor invenção da vida”. A frase foi dita por Steve Jobs, em 2005, frente a uma plateia de estudantes universitários, nos Estados Unidos.

Jobs manteve-se na presidência executiva da empresa que ajudou a fundar até Agosto deste ano, altura em que a doença já não lhe permitia trabalhar.

Visto por muitos como um dos maiores gestores e criativos desta geração, é nesta altura lembrado como o homem que mudou os hábitos de consumo da tecnologia.