Última hora

Última hora

Afeganistão 10 anos depois

Em leitura:

Afeganistão 10 anos depois

Tamanho do texto Aa Aa

Dez anos depois da chegada das tropas americanas ao Afeganistão os talibãs prometem continuar a combater todas as forças estrangeiras que permanecem no terreno.

Uma década volvida, os afegãos manifestam-se em Cabul contra a ocupação americana enquanto as duas partes envolvidas falam em vitória. Mas a única coisa certa é que quase 3000 soldados da força internacional da NATO foram mortos. Não contabilizando os civis que perderam a vida.

Neste momento o país continua a viver uma situação de grande instabilidade.

“Qual é o risco de uma guerra civil no Afeganistão?”, pergunta um jornalista.

“É significativo. Não me parece que seja o mais provável. Mas acho que é significativo. E penso que há pessoas que nos advertem disso e relembra-nos de forma salutar das consequências de um falhanço”, responde Mark Sedwill, representante britânico para o Afeganistão e Paquistão.

Estados Unidos e os outros países envolvidos, entre eles Portugal, continuam a gastar dinheiro nesta guerra enquanto as populações, como um grupo em Londres, pedem o regresso dos soldados a casa.