Última hora

Última hora

EUA: Manifestações "anti-Wall Street" chegam a Washington

Em leitura:

EUA: Manifestações "anti-Wall Street" chegam a Washington

Tamanho do texto Aa Aa

As manifestações de Wall Street ganham cada vez mais apoiantes e chegaram, quinta-feira, a Washington.

Centenas de pessoas concentraram-se na Freedom Plaza, a poucos quarteirões da Casa Branca.

O presidente dos Estados Unidos afirmou que as manifestações acabam por refletir a frustração dos americanos contra aqueles que provocaram a crise financeira.

“O movimento está a começar e teve este forte crescimento em apenas duas semanas. Isso significa que não está relacionado só com as pessoas que aparecem e que estão aqui, mas com os milhões que representam, neste país, que concordam com eles e que estão prontos a avançar.”

Na quarta-feira a manifestação de Nova Iorque juntou mais de cinco mil pessoas. Houve também protestos em outras cidades dos Estados Unidos como Chicago, Boston, Los Angeles, Houston e Filadélfia.

Os protestos tiveram também o apoio de estudantes de várias universidades do país, que abandonaram as aulas em sinal de solidariedade.

As manifestações “anti-Wall Street” começaram em Nova Iorque, a 17 de setembro.