Última hora

Última hora

Síria: manifestantes voltam a cair sob as balas do regime

Em leitura:

Síria: manifestantes voltam a cair sob as balas do regime

Tamanho do texto Aa Aa

Mais uma sexta-feira marcada pela violência na Síria. A repressão das tropas fiéis ao regime de Bashar al-Assad resultou na morte de pelo menos sete pessoas nas cidades de Damasco e Homs.

O regime sírio permanece inamovível apesar da pressão internacional. Além das sanções ocidentais, a Rússia já começou a criticar a atitude do governo de Damasco. Dmitri Medvedev afirmou que Moscovo pediu ao regime sírio para implementar as reformas necessárias. O presidente russo disse ainda que se o governo de al-Assad for incapaz de reformar o país, deve abandonar o poder. Mas esta tem de ser uma decisão síria, sublinhou Medvedev. Por isso a Rússia bloqueou uma proposta de resolução no Conselho de Segurança da ONU. Na Síria os opositores ao regime queimaram bandeiras chinesas e russas por causa das posições assumidas nas Nações Unidas.

Sexta-feira é o grande dia de oração semanal no mundo muçulmano. A concentração de fiéis facilita a realização de protestos.