Última hora

Última hora

Ministro da Defesa britânico alvo de inquérito governamental

Em leitura:

Ministro da Defesa britânico alvo de inquérito governamental

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a pressão sobre Liam Fox. O ministro da Defesa britânico é alvo de um inquérito governamental a pedido do próprio primeiro-ministro. Em causa está o papel de um amigo seu, sem qualquer cargo oficial, nos assuntos do executivo.

Onde quer que vá Liam Fox não consegue escapar às questões mais embaraçosas sobre este caso, mesmo durante a visita à Líbia.

“Como sabe, há questões perfeitamente legítimas para os políticos democráticos. Já criámos um mecanismo para que essas questões sejam resolvidas no Reino Unido”, justificou durante uma conferência de imprensa com o presidente do Conselho Nacional de Transição líbio, Mustafa Abdeljalil.

O amigo na origem da polémica é Adam Werritty, padrinho de casamento de Fox, que apesar de não qualquer cargo oficial no Ministério da Defesa apresenta-se como conselheiro do ministro.

O ministro sombra da Defesa, Jim Murphy, questiona: “o senhor Werritty teve negócios na indústria da defesa? Teve quaisquer contactos? Estava a ganhar dinheiro? Houve algum dinheiro envolvido? É um conjunto de questões. Há também o facto de a cada vez que o ministro da Defesa tenta explicar algo, as suas explicações deixam de fazer sentido poucas horas depois.”

A pressão é cada vez maior sobre Liam Fox, sobretudo depois da publicação de um vídeo onde se pode ver Adam Werritty num encontro entre o ministro da Defesa e o presidente do Sri Lanka, num hotel londrino.

O primeiro-ministro David Cameron pediu a realização de um inquérito a Fox e quer ter acesso aos resultados preliminares já esta segunda-feira.