Última hora

Última hora

Bélgica paga 4 mil milhões pelo Dexia

Em leitura:

Bélgica paga 4 mil milhões pelo Dexia

Tamanho do texto Aa Aa

Os contribuintes europeus foram mais uma vez chamados a pagar a fatura pelo salvamento de um banco.

Ao fim de uma longa madrugada de negociações, o governo belga chegou a acordo para a compra dos ativos no país do banco Dexia.

O governo de Bruxelas vai pagar 4 mil milhões de euros pela compra das atividades de banca comercial do Dexia. O ministro das Finanças belga, Didier Reynders, confirma que a oferta de compra de 100% das ações do banco foi aceite pelo Conselho de Administração.

O primeiro-ministro Yves Leterme diz que a carga para o contrtibuinte é limitada: “A participação do contribuinte é pouca, já que o risco está controlado e o custo da operação é relativo”.

Quanto à parte francesa do Dexia, foi salva por um consórcio de dois bancos de capitais públicos – La Banque Postale (o banco dos correios) e a Caisse de Dépôts et Consignations. Os governos da França, Bélgica e Luxemburgo decidiram também garantir os empréstimos do Dexia até 90 mil milhões de euros.