Última hora

Última hora

Crude nas praias neo-zelandesas

Em leitura:

Crude nas praias neo-zelandesas

Tamanho do texto Aa Aa

A Nova Zelândia está a viver um desastre ambiental que ameaça o verão que se aproxima.

Se, neste país insular da Oceania, “maré negra” costuma ser sinónimo da seleção nacional de râguebi, desta vez o país vive um verdadeiro derrame de petróleo, ao mesmo tempo que recebe centenas de milhares de visitantes para o campeonato mundial da modalidade.

As praias perto do Monte Mauganui, junto à cidade de Tauranga, começaram a ser invadidas por pedaços de crude, derramado pelo petroleiro Rena, da Libéria.

O governo neozelandês já mandou a marinha comandar as operações para limitar os efeitos do derrame.

O Presidente da Câmara de Tauranga, Stuart Crosby, acredita na boa-vontade dos cidadãos: “As melhores pessoas do mundo estão a trabalhar no duro, em condições difíceis, para limpar o petróleo e diminuir o risco de uma catástrofe ambiental”.

Estas praias são muito frequentadas pelos turistas e pelos neozelandeses. O monte Mauganui é uma atração turística na Nova Zelândia.

Por enquanto, os estragos são limitados. A marinha vai tentar retirar os 1700 metros cúbicos de crude que estão a bordo do petroleiro encalhado.