Última hora

Última hora

Noite sangrenta no Cairo

Em leitura:

Noite sangrenta no Cairo

Tamanho do texto Aa Aa

A morte pairou sobre o Cairo numa noite de violência sectária. Pelo menos 24 pessoas perderam a vida durante confrontos entre cristãos coptas e a polícia militar no centro da capital egípcia. Entre as vítimas contam-se alguns membros das forças da ordem. Há o registo de mais de duas centenas de feridos.

Os cristãos manifestavam-se contra o ataque de muçulmanos a uma igreja na semana passada. Alguns elementos terão incendiado carros e atacado as autoridades. O primeiro-ministro reagiu. Disse que “a grande ameaça à segurança da nação é provocar problemas entre muçulmanos e cristãos, entre os filhos do nosso querido Egito; ou ainda provocar problemas entre o povo e o exército. Isto dá a oportunidade para os nossos inimigos quebrarem e dividirem a nossa nação, este é o objetivo deles. Mas nós não nos renderemos a esta conspiração, referiu Essam Sharaf.

Algumas testemunhas falam de brutalidade policial numa noite em que os confrontos entre cristãos e muçulmanos acabaram por ser inevitáveis. O recolher obrigatório foi imposto em setores da capital.

A comunidade copta também saiu às ruas de Alexandria, a segunda maior cidade egípcia.