Última hora

Última hora

Barcelona: Laporta admite ter recebido 10 milhões de euros mas nega desvio de fundos

Em leitura:

Barcelona: Laporta admite ter recebido 10 milhões de euros mas nega desvio de fundos

Tamanho do texto Aa Aa

Águas agitadas no melhor clube do mundo dos últimos anos. Joan Laporta, ex-presidente do Barcelona entrou hoje no tribunal para defender-se duma acusação de desvio de fundos, interposta por um agente de jogadores turco.

Bayram Tutumlu acusa Laporta de ter desviado dinheiro que deveria ter ido para os cofres do clube catalão em troca de serviços prestados a clubes do Uzbequistão.

O empresário refere que a atual direção do clube descobriu uma importante fraude e acusa também Laporta de não lhe ter pago a comissão do negócio.

Em causa está um negócio com a empresa do magnata uzbeque Miradil Djalalov que envolveu jogos amigáveis e serviços prestados pelo Barcelona a clubes do Uzbequistão.

Joan Laporta reconheceu em tribunal ter recebido 10 milhões de euros, mas por serviços de consultadoria que o seu escritório de advogados prestou ao longo de 3 anos à empresa uzbeque e considera que está a ser vítima de uma perseguição e difamação por parte do atual presidente Sandro Rossel contra o qual vai apresentar queixa.

A guerra entre Laporta e Rossel já levou até o técnico Pep Guardiola a intervir, defendendo a gestão do ex-presidente e manifestando-se “incomodado” com toda a polémica.