Última hora

Última hora

Bruxelas envia mensagem a Kiev sobre condenação de Timochenko

Em leitura:

Bruxelas envia mensagem a Kiev sobre condenação de Timochenko

Tamanho do texto Aa Aa

Sete anos de prisão para Iulia Timochenko, a vizinha Rússia ainda não sabe s deve rir.

O primeiro-ministro, Vladimir Putin, de visita à China, foi instado a comentar a sentença de Kiev sobre a lider da oposição ucraniana. Putin disse não compreender a condenação e sublinhou que será perigoso se for posto em causa o cumprimento dos acordos sobre o gás. “É perigoso e contraproducente pôr em causa todo esse conjunto de acordos”.

Muito mais critico em relação à sentença mostrou-se o presidente do Parlamento Europeu.

Jerzy Busek, manifestou “sérias dúvidas” sobre a isenção, transparência e independência do julgamento e espera que Timochenko não seja metida na cadeia.

“O veredicto deve ser reconsiderado, é a mensagem mais importante que deixo ao presidente Ianukovich”, declarou Busek.

A lei aplicada por Kiev remonta ao tempo da União Soviética sendo raros os países democráticos que processam criminalmente decisões políticas.