Última hora

Última hora

Desemprego no Reino Unido atinge 8,1%

Em leitura:

Desemprego no Reino Unido atinge 8,1%

Tamanho do texto Aa Aa

A taxa de desemprego no Reino Unido atingiu os 8,1% nos três meses até agosto, o maior valor em 15 anos. O número de desempregados cresceu para 2,57 milhões, o nível mais elevado desde 1994.

A subida do desemprego faz aumentar a pressão sobre o Governo para aliviar os cortes orçamentais, mas o primeiro-ministro britânico mostra-se inflexível: “Se mudarmos de rumo na redução do nosso défice, acabaremos com taxas de juro como as de Portugal, Espanha, Itália, Grécia e a nossa economia entraria num remoinho”.

O desemprego no Reino Unido atinge 8,1% da população, uma percentagem que aumenta entre os mais jovens, para os 21,3 por cento.

Há dois milhões de adultos na idade ativa e 2, 2 milhões de crianças a viver na pobreza. O Instituto de Estudos Fiscais prevê que o número de pobres continue a aumentar de forma acentuada, no Reino Unido, nos próximos anos.

O desemprego atinge 991 mil jovens, com idades entre os 16 e os 24 anos, uma situação desesperante também para os pais. “Sinto que estou num barco que se afunda cada vez mais e que não há um salva-vidas para nos resgatar. Só espero que o meu filho, que está na faculdade agora e que esteve desempregado nos últimos dois anos, arranje finalmente um emprego”, afirma Barbara Allen.

O Governo admitiu que os números do desemprego são dececionantes e que não é claro que sejam um efeito da crise económica internacional, pois houve descidas em França e na Alemanha.