Última hora

Última hora

Eslováquia trava anseios europeus

Em leitura:

Eslováquia trava anseios europeus

Tamanho do texto Aa Aa

A Eslováquia chumbou a ampliação de competências do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF) e ficou sem governo. Dos 124 deputados no parlamento, 55 votaram a favor, 9 contra e 60 abstiveram-se, o que equivale a bloqueio do documento e à queda do governo, pois a primeira-ministra Iveta Radicova associou a aprovação a uma moção de confiança.

O culpado para o chumbo é uma das quatro formações da coligação no poder que tinha deixado bem claro que se ia abster.

A primeira-ministra reagiu: “Nenhuma chefe de governo pode subscrever este resultado. Todos nós sabemos, incluindo a minha coligação, que a república eslovaca tem apenas uma oportunidade para ajudar os nossos cidadãos a ultrapassar este período doloroso de crise profunda. Só pode ser feito através da cooperação com os nossos parceiros da União Europeia”, referiu Iveta Radicova.

O governo vai tentar aprovar o documento com o apoio da oposição, que se mostrou recetiva. Uma data para o novo voto ainda não foi estabelecida.