Última hora

Última hora

EUA acusam Irão de conspiração para matar

Em leitura:

EUA acusam Irão de conspiração para matar

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos acusaram o governo iraniano de estar implicado numa conspiração para assassinar o embaixador da Arábia Saudita em Washigton e ataques às embaixadas saudita e de Israel.

Um dos alegados agentes da secreta iraniana foi presente a tribunal depois de ter sido capturado em Setembro e de ter implicado um outro agente já em Teerão.

“A queixa refere que a conspiração foi concebida, patrocinada e dirigida pelo Irão e constitui uma flagrante violação das leis internacionais e dos Estados Unidos”, diz o responsável máximo pela justiça norte-americana, Eric Holder.

A revelação pode ter consequências na região do golfo, a Arábia Saudita e o Irão têm grande rivalidade política e religiosa. Os Estados Unidos são aliados de Riade e opositores de longa data do regime iraniano.

A chefe da diplomacia norte-americana, Hillary Clinton, salientou “o excelente trabalho da polícia e das agências de informação” e garantiu que vão “realizar consultas com amigos e parceiros no mundo inteiro sobre a melhor forma de enviar a mensagem forte de que este tipo de ações viola as normas internacionais e têm que acabar”.

Na alegada mira da guarda revolucionária Islâmica e a Quds, o seu braço operacional, e já em fase de preparação Adel al-Jubeir, embaixador saudita.

O Irão negou tudo.