Última hora

Última hora

O navio Rena ameaça quebrar-se

Em leitura:

O navio Rena ameaça quebrar-se

Tamanho do texto Aa Aa

O capitão do cargueiro que está encalhado há uma semana ao largo da Nova Zelândia foi acusado de navegação perigosa e icorre em penas que podem ir aos 5700 eurosde multa ou um máximo de 12 meses de prisão.

A parte da frente do navio Rana continua presa num recife e as autoridades receiam que o cargueiro não resista ao mau tempo e se quebre.

O primeiro-ministro neo zelandês mostra-se inquieto com a ameaça potencial deste acidente para o meio ambiente e para as espécies da região.

Pelo menos 70 dos 1368 contentores que o “Rena” transportava, de Napier para Tauranga, duas cidades da ilha Norte da Nova Zelândia, caíram ao mar, sabe-se que ha pelos menos onze contentores que transportam substância perigosas.

Nas praias da região, 250 pessoas organizadas em 20 equipas limpam os areais e helicópteros da Força Aérea patrulham a área para acompanhar a evolução do derrame.

“Estou seriamente aborrecido com esta situação e há muita gente zangada com o facto de os contentores ainda continuarem no barco, não há aqui meio para os tirar e eles sabiam desde o início que não vão conseguir retirá-los”.

Os responsáveis pela conservação da vida selvagem, mobilizados em 36 equipas, já recolheram um total de 200 aves marinhas mortas. No Centro de Recuperação da vida selvagem deram entrada 41 animais, entre eles pinguins e corvos marinos.