Última hora

Última hora

Berlusconi consegue voto de confiança apesar de crescente fragilidade

Em leitura:

Berlusconi consegue voto de confiança apesar de crescente fragilidade

Tamanho do texto Aa Aa

Silvio Berlusconi obteve a confiança dos deputados italianos. A moção interposta pelo primeiro-ministro obteve 316 votos a favor e 301 contra.

Apesar de ter derrubado um novo obstáculo, os analistas prenunciam o “início do fim” para o primeiro-ministro italiano, sublinhando as dissidências no seio do partido do chefe de Governo e a crescente fragilidade dos aliados de Berlusconi.

O líder do partido opositor Itália dos Valores, Antonio Di Pietro, diz que o primeiro-ministro “tem os números necessários para se manter no poder, mas não para governar e o presidente pediu-lhe que demonstrasse que é capaz de governar. Numa situação em que existem ‘peões’ no Parlamento que oferecem o voto à melhor oferta, ele não fará nada pelo país. Na melhor das hipóteses, irá introduzir algumas medidas que precisa para os julgamentos em que está envolvido”.

O deputado Jean-Leonard Touadi, do Partido Democrático, frisa que “existem enormes problemas económicos e de estabilidade financeira face aos quais [a Itália] não se pode dar ao luxo de ter um governo à procura, dia após dia, de um voto para fazer passar os acordos. É por esse motivo que [a moção de confiança] não representa um sucesso político para Berlusconi”.

O primeiro-ministro pediu o voto de confiança para desbloquear o processo de adoção do novo plano de austeridade.