Última hora

Última hora

G20 reunido dois dias para debater crise da dívida

Em leitura:

G20 reunido dois dias para debater crise da dívida

Tamanho do texto Aa Aa

Em Paris, os ministros das Finanças do G20 e os governadores dos bancos centrais iniciaram sexta-feira uma reunião de dois dias para debater formas de enfrentar a crise da dívida que ameaça a economia mundial.

Os BRICS – grupo de economias emergentes do G20 constituído pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – mostraram-se dispostos a apoiar aos países europeus com problemas orçamentais através do FMI, mas os Estados Unidos e Alemanha são contrários a esta opção.

“Os BRICS não querem a falência zona euro. Não querem que a economia da zona euro regrida. Precisam de uma zona euro forte. Têm todo o interesse em encontrar, ou ajudar a encontrar, uma solução”, sublinha o analista financeiro Rob Carnell.

Para os Estados Unidos, aumentar as contribuições dos países membros do FMI é politicamente inviável, e a Alemanha insiste que a Europa dispõe dos meios suficientes para enfrentar a crise da Zona Euro e que devem ser os próprios europeus a cumprir grande parte dessa tarefa.