Última hora

Última hora

G20 reunido dois dias para debater crise da dívida

Em leitura:

G20 reunido dois dias para debater crise da dívida

G20 reunido dois dias para debater crise da dívida
Tamanho do texto Aa Aa

Em Paris, os ministros das Finanças do G20 e os governadores dos bancos centrais iniciaram sexta-feira uma reunião de dois dias para debater formas de enfrentar a crise da dívida que ameaça a economia mundial.

Os BRICS – grupo de economias emergentes do G20 constituído pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – mostraram-se dispostos a apoiar aos países europeus com problemas orçamentais através do FMI, mas os Estados Unidos e Alemanha são contrários a esta opção.

“Os BRICS não querem a falência zona euro. Não querem que a economia da zona euro regrida. Precisam de uma zona euro forte. Têm todo o interesse em encontrar, ou ajudar a encontrar, uma solução”, sublinha o analista financeiro Rob Carnell.

Para os Estados Unidos, aumentar as contribuições dos países membros do FMI é politicamente inviável, e a Alemanha insiste que a Europa dispõe dos meios suficientes para enfrentar a crise da Zona Euro e que devem ser os próprios europeus a cumprir grande parte dessa tarefa.