Última hora

Última hora

Quade Cooper, o filho pródigo odiado

Em leitura:

Quade Cooper, o filho pródigo odiado

Tamanho do texto Aa Aa

Na meia-final do Mundial de râguebi entre a Austrália e a Nova Zelândia, há um jogador que certamente vai passar um mau bocado: trata-se de Quade Cooper, número 10 da Austrália, que recolhe sempre um coro de assobios do público neo-zelandês.

Isto porquê? Em primeiro lugar, porque nasceu na Nova Zelândia e naturalizou-se australiano. Em segundo lugar, porque num jogo do torneio das três nações, em agosto, lesionou o capitão dos All-Blacks Richie mcCaw sem sofrer sanções.

Para muitos fãs dos “All Blacks”, cooper não passa de um traidor.

Explica Chris Rattue, jornalista do New Zealand Herald: “Parece arrogante, mas é também uma ameaça. Às vezes joga mal, mas quando joga bem, pode vir a destruir os sonhos e as esperanças da Nova Zelândia”.

Quade Cooper admitiu, esta semana, que pensou a dada altura regressar à Nova Zelândia para jogar. Mesmo com toda a hostilidade que enfrenta aqui, os “All Blacks” podem vir a lamentar que ele não tenha ficado, sobretudo tendo em conta as dificuldades para encontrar um substituto para Dan Carter.